Como fazer líquido para cigarro eletrônico?

Aprenda agora a como fazer líquido para cigarro eletrônico!

O vapor que se vê quando um cigarro eletrônico é aceso vem do líquido que é colocado em seu interior e que pode ter vários aromas e sabores diferentes.

É nesse líquido, inclusive, que se encontra a nicotina, uma substância que ajuda os “vapers” a ter a sensação de que estão saciando o vício, mas sem consumir todas as coisas tóxicas do cigarro comum.

Muitos usuários compram os líquidos para cigarro eletrônico em lojas especializadas, como as tabacarias. Contudo, poucos sabem que podem fazer esse líquido sozinhos, economizando e também podendo escolher os aromas e sabores que preferirem.

A realidade é que pode ser muito simples fazer um líquido para cigarro eletrônico, mas fazer um excelente é necessário ter experiência.

Vamos a partir de agora, aprender como fazer o seu próprio líquido para cigarro eletrônico.

Quais são os ingredientes dos líquidos para cigarro eletrônico?

Uma das coisas usadas na composição do cigarro eletrônico é o propilenoglicol, que não tem nenhum cheiro e que está classificado na categoria dos álcoois.

Além de ser usado nos cigarros eletrônicos, o propilenoglicol também faz parte de materiais como anticongelantes, mas em uma versão menos tóxica e mais segura.

A glicerina vegetal também faz parte da composição do que é chamado de e-líquido e esse é um produto um pouco mais conhecido pela população. Essa substância é feita principalmente de gordura e também é classificada como álcool.

Uma das razões para que a glicerina vegetal seja usada no cigarro eletrônico é a sua capacidade de fazer bastante fumaça. Quando o produto não tem a glicerina, ele emite somente uma fumaça leve, que quase não é vista; no entanto, a preferência dos usuários é pela fumaça mais densa.

A nicotina é o terceiro componente dos e-líquidos e que são essenciais para ajudar os fumantes a largar o vício.

Ela traz diversas vantagens para a saúde das pessoas, inclusive com relação às ligações cerebrais: não é à toa que essa substância é estudada como parte de tratamento para problemas de memória e algumas doenças degenerativas.

É fundamental salientar que a nicotina pode ser usada de forma segura nos cigarros eletrônicos porque, quando consumida em quantidades aceitáveis, ela não causa nenhum efeito negativo.

Por fim, o cigarro eletrônico também tem aromatizantes, que fazem com que as fumaças do aparelho tenham cheiro mais agradável. Essa é outra vantagem quando se pensa no cigarro tradicional, que libera um odor bastante desagradável e que impregna em roupas, ambientes e cabelo.

Contudo, é importante lembrar que não se deve usar qualquer aromatizante: é preciso que ele seja indicado pelo fabricante do cigarro eletrônico. No manual e no site oficial desses fabricantes, pode-se encontrar os aromatizantes mais recomendados.

É preciso explicar o porquê não se deve usar aromatizantes não autorizados: é porque nem todos eles são adequados para ser inalados. Como consequência, é possível danos ao pulmão e a outras partes do sistema respiratório.

Como fazer o líquido para cigarro eletrônico

Uma vez conhecendo os ingredientes do e-líquido, é possível prepará-los de forma manual. O primeiro passo é multiplicar as ml de nicotina e a quantidade total de líquido que se quer fazer; o resultado será a quantidade de mg de nicotina.

Colocando essa substância em um frasco esterilizado, será preciso usar uma seringa para extrair os ml de nicotina em questão. O próximo passo é colocar entre 1% e 8% de aromatizador (sempre o indicado pela fabricante do cigarro eletrônico, como já explicado).

Por fim, é a hora de colocar o propilenoglicol e a glicerina vegetal; para que todos esses ingredientes sejam devidamente incorporados, é necessário sacudir o recipiente em questão até que se perceba que tudo está bem homogêneo.

Não se pode usar o e-líquido assim que misturado

O preparo do e-líquido não demora, mas é preciso mais tempo para poder colocar esse líquido no aparelho.

Na realidade, o frasco com o líquido pronto precisa ficar em repouso por um período que vai de 10 a 15 dias. Para quem o deseja mais concentrado e com um aroma mais forte, 15 dias é o mais recomendado.

Passado esse período, basta colocar o líquido no compartimento indicado do cigarro eletrônico e desfrutar.

Cuidados especiais na hora de produzir o e-líquido

Além de se preocupar com os ingredientes que são usados na produção, também é indispensável ter cuidado com a segurança. Afinal, o manuseio de produtos químicos sempre oferece perigo e é indispensável usar alguns equipamentos de proteção, como luvas e óculos.

Vale dizer que as luvas e os óculos que se tem normalmente em casa (luvas para uso de forno ou óculos escuros) não oferecem a proteção necessária quando o assunto é manuseio de químicos.

Antes de começar a fabricar sozinho o líquido para cigarro eletrônico, é fundamental comparecer a uma loja de equipamentos de proteção individual (EPI) e adquirir as luvas e os óculos necessários.

Para comprar equipamentos que realmente protejam durante a fabricação do e-líquido, é recomendado procurar marcas que sejam de referência.

Também é fundamental usar recipientes exclusivos para armazenar o líquido para cigarro eletrônico. Não é recomendado usar esse recipiente para outras coisas depois, especialmente para guardar alimentos.

É preciso ficar atento aos quatro ingredientes do e-líquido

Para recapitular, os ingredientes para o e-líquido são o propilenoglicol, glicerina vegetal, nicotina e aromatizante especialmente desenvolvidos para essa finalidade.

É indispensável não colocar mais nenhum ingrediente além desses porque isso pode prejudicar severamente a qualidade do e-líquido.

Além disso, não se pode substituir os ingredientes por produtos químicos “equivalentes”. Mais uma vez, isso é um risco para a saúde dos consumidores porque somente as substâncias já mencionadas são seguras para ser inaladas sem nenhum problema.

Até mesmo o cigarro eletrônico pode ser prejudicado quando ele recebe substâncias que não são apropriadas para a inalação. Assim, essa é mais uma razão para ficar atento e só preparar líquidos para cigarro eletrônico usando somente os quatro ingredientes mencionados.

Tomar cuidado com a validade do e-líquido é primordial

A armazenagem do líquido para cigarro eletrônico deve ser feita com cuidado, principalmente se ele foi fabricado de modo caseiro.

É indicado deixá-lo em um lugar onde não receba luz natural e solar, indicando-se o guarda-roupa e os armários. É importante que o e-líquido também fique em lugar bem ventilado.

Leia Mais:5 Apps para vape que você precisa conhecer

Como limpar o cigarro eletrônico? Dicas Indispensáveis!

Não quer perder tempo fazendo o seu próprio juice vape?

Tem medo de fazer juices vape ruins e jogar o seu dinheiro no lixo?

Clique aqui agora e adquira os melhores juice vape do mundo, selecionados para os melhores paladares!

Sem comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Estamos usando cookies para melhorar sua experiência em nosso site. Ao navegar neste site, você concorda com nossa Política de Privacidade
InicialCategoriasConta
Pesquisar