bateria para cigarro eletronico cuidados

Bateria para cigarro eletrônico: 9 Melhores dicas de segurança

O mundo vaping está crescendo, mas as pessoas não entendem ainda sobre os cuidados que devem ter sobre a bateria para cigarro eletrônico. Por isso, quem vapora sabe que ter o controle de qualidade e de segurança da bateria do cigarro eletrônico é extremamente importante.

Esse produto dá ao indivíduo a sensação de que ele está fumando o cigarro tradicional, mas sem consumir as substâncias nocivas para a saúde. Além disso, o cigarro eletrônico é muito benéfico do ponto de vista emocional: várias pessoas sentem-se mais tranquilas ao ficar vaporando o aparelho.

Para funcionar, no entanto, o cigarro eletrônico depende de uma bateria e ela deve ser bem manuseada para evitar que aconteça acidentes sérios, esses que podem machucar o usuário.

Riscos ao não cuidar da bateria para cigarro eletrônico

O cigarro eletrônico é um dispositivo como o celular, por exemplo: por isso, a sua bateria pode até mesmo explodir quando o usuário não tem os devidos cuidados de segurança. Vale dizer que uma explosão dessa natureza pode causar lesões muito graves, especialmente no rosto.

Mesmo que não aconteça um acidente desse tipo, os usuários do cigarro eletrônico podem prejudicar a saúde. Afinal, a bateria é composta por diversos produtos químicos que precisam estar bem vedados em seu interior.

Para se proteger de qualquer problema e usar o cigarro eletrônico com segurança, conheça agora as melhores dicas sobre o assunto.

1. Não usar bateria específica para o aparelho

É comum que a bateria de um cigarro eletrônico possa ser usada em outro, mas isso é perigoso: a compatibilidade não significa segurança. Por isso, sempre que for preciso trocar a bateria do cigarro eletrônico, é fundamental que se compre o modelo específico, indicado pelo fabricante do vape.

A razão de não ser seguro usar baterias de modelos diferentes é que o encaixe não é perfeito: ela pode ficar mais larga ou apertada demais e tudo isso pode prejudicar os seus circuitos, favorecendo vazamentos, problemas no funcionamento do cigarro e explosão.

2. Só compre a bateria para vape em lojas especializadas

Todos os produtos falsificados representam riscos enormes à saúde dos seus usuários e isso é ainda mais grave quando se trata de bateria para cigarros eletrônicos. Em primeiro lugar, os riscos de explosão são muito altos, especialmente no momento em que a pessoa estiver tragando.

Basta imaginar um cigarro explodindo estando na boca do seu consumidor: o estrago, sem dúvida, seria imenso. Outro risco é o de contaminação pelas substâncias que ficam dentro das baterias.

Quando uma bateria é fabricada seguindo todas as normas de segurança, as substâncias químicas ficam vedadas e não há nenhum tipo de contato por parte dos usuários. No entanto, na bateria falsificada, há bastante risco de vazamentos e doenças como intoxicação.

3. Não entender sobre a lei de Ohm

Entender sobre a lei de Ohm é essencial para você saber qual a melhor bateria usar no seu dispositivo vape, quanto usar de Watts de potência e várias outras questões que estão ligadas diretamente com o uso do aparelho.

Neste artigo nós falamos um pouco sobre essa questão e você conseguirá tirar algumas das principais dúvidas.

Se quiser aprofundar, aconselho que pesquise um pouco mais sobre a lei de Ohm, para ficar antenado e evitar qualquer problema.

4. Não deixe o cigarro eletrônico ser carregado sem supervisão

Existem diversas advertências sobre não deixar equipamentos eletrônicos carregando sem supervisão e isso inclui o cigarro. Existe um indicador de carga e, quando o aparelho continua conectado à tomada, pode haver um excesso.

Se ocorre uma sobrecarga, então o material da bateria não tem meios de a controlar e, mais uma vez, o resultado pode ser a explosão. Considerando tudo isso, é preciso estar sempre por perto do cigarro eletrônico que está sendo carregado.

Além de estar por perto, é necessário averiguar se a carga já está completa e desconectar o dispositivo da tomada assim que isso acontecer.

Alguns carregadores possuem funcionamento inteligente e evitam que a bateria do cigarro eletrônico continue carregando depois de completa. Mas, sempre tome cuidado de qualquer forma.

5. Desligue o cigarro eletrônico em caso de superaquecimento

Em dias muito quentes ou ambientes abafados, é normal que os produtos eletrônicos (como os cigarros) superaqueçam. Quando isso acontece, o mais seguro é desligar o cigarro e deixá-lo em uma superfície fria até que ele esfrie.

Sempre que o aparelho está quente, é sinal de que a bateria está trabalhando demais e não está conseguindo fazer as trocas de calor necessárias para funcionar bem. Caso o consumidor não desligue o cigarro eletrônico para esfriar, é possível que a bateria superaqueça até explodir.

A respeito da superfície fria na qual se deve deixar o aparelho, a melhor opção é uma mesa, em um local arejado. Porém, é importante averiguar se essa superfície não está úmida, a fim de evitar curto circuito.

6. Não continue usando baterias vape avariadas

Quando a bateria do cigarro eletrônico começa a descarregar com muita rapidez ou o produto não está mais acendendo, ou liberando fumaça corretamente, há grandes chances de haver danos na bateria.

No entanto, muitas pessoas notam os sinais de avaria e continuam usando o cigarro eletrônico mesmo assim, colocando-se em perigo frequente. Por isso, uma das melhores dicas de segurança é: substituir a bateria sempre que ela parecer estar viciada.

7. Mantenha as baterias para cigarro eletrônico longe de qualquer coisa de metal

O metal tem a capacidade de aumentar a temperatura da bateria do cigarro eletrônico, mesmo que se trate de uma bateria de qualidade. Sendo assim, é muito importante tomar cuidado com o lugar onde ela é armazenada e isso vale especialmente para quem costuma deixar as baterias em bolsas.

8. Colocar as baterias em estojos especiais

Existem recipientes especiais para quem precisa guardar a sua bateria de cigarro eletrônico. Esses recipientes, conhecidos como estojos, são deliberadamente criados para que não haja superaquecimento e nem contato com metais, de acordo com o que foi explicado acima.

9. Escolha carregadores vape de confiança

A bateria do cigarro eletrônico tem muita relação com o carregador escolhido: se este último não é de qualidade, é bem possível que a bateria seja deteriorada e que coloque em risco a saúde do usuário.

Por isso, é importante só comprar os carregadores de bateria de cigarro eletrônico em lugares confiáveis, exigindo nota fiscal e fazendo antes uma pesquisa sobre as referências de cada fabricante.

10. Procurar por cigarros eletrônicos com sistema de segurança

Muitos equipamentos que funcionam à base de bateria costumam ter um sistema de corte, ou seja, uma configuração que faz com que a recarga seja interrompida quando estiver completa.

Também existem cigarros eletrônicos que desligam automaticamente quando a sua bateria está muito quente. Se possível, é melhor que o consumidor dê preferência por equipamentos desse tipo.

Esses dispositivos são conhecidos como aparelhos vape regulados, eles possuem controle de temperatura e outras configurações inteligentes através do chipset que é instalado no hardware do aparelho.

Conclusão

Tenha cuidado sempre com as baterias vape, você precisa ter conhecimento para usá-las, então, procure ver o manual e leia sempre sobre o assunto.

Esperamos que você tenha gostado do conteúdo de hoje e que ele seja realmente útil para você.

Se tiver mais alguma dúvida ou sugestão, deixe abaixo nos comentários. Teremos o prazer em falar com você.

Esse foi mais um conteúdo educativo da Beetle Juices e você é sempre bem-vindo ao nosso blog e site.

Aproveite para dar uma olhada nos produtos e entre em contato conosco para tirar dúvidas.

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Você não pode copiar nada deste site.
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
WhatsApp chat